AulasNotíciasEventosPessoa em DestaqueGaleriaCalendárioFale ConoscoIndiqueSistema

Nenhum evento cadastrado até o momento!

 

Saiba mais sobre o Budô

KARATÊ-DÔ TRADICIONAL

O karatê tradicional tem por base a filosofia do BUDÔ. O Dr. Imamura, da Universidade de Waseda, identifica o elemento BU o conceito de controle da violência, disciplina da vida, estabelecimento de normas e leis de conduta, conquista da segurança, contribuição pessoal para a pacificação e enriquecimento da sociedade. Segundo o mesmo autor, DÔ significa método, doutrina ou atalho.

A chamada luta sem armas, shime ou kime, tem por base o domínio das contrações musculares. Na ilha de Okinawa o kime passou para a Ilha Central do Japão, onde se aperfeiçoou, recebendo o nome de karatê – budô. As técnicas de luta Okinawa, ou seja, todome – waza, requerem anos de treinamento dos exercícios de base, que têm por objetivo alcançar velocidade, capacidade e rapidez de contração, focalização precisa, reunião e desencadeamento das forças em cada golpe. Os princípios de aplicação dessas técnicas de luta foram aperfeiçoados durante a guerra civil japonesa, que durou trezentos anos.

 

FILOSOFIA DO BUDÔ

Em tempos remotos, quando essas técnicas se estruturaram, perder uma luta significava a morte; portanto, não se podia perder. Muitas citações de pensadores daquela época confirmam essa preocupação e os valores do budô. Dizia, por exemplo, o famoso filosofo chinês Song Tsu: “Lutar cem vezes e vencer cem vezes é inferior a vencer sem lutar”. Conta-se também, a história de um famoso mestre que tinha três filhos e devia escolher um entre eles para seu sucessor. O mestre testou o primeiro filho, fazendo que ele fosse atacado pelas costas. O filho defendeu-se e o contra golpeou com grande habilidade. O segundo filho saiu-se melhor do que o primeiro, pois, na hora do ataque, apenas se esquivou. O terceiro filho, porém, foi realmente superior aos dois primeiros: antes do ataque, percebendo a intenção do pai, sorriu e disse: “Mestre, deixe de lado a brincadeira”.

A filosofia do budô sempre deu muita importância à percepção e à sensibilidade, uma vez que as técnicas que nela se baseiam, visam essencialmente:

• À conquista de estabilidade emocional e da autoconfiança, através de treino rigoroso e vida disciplinada;

• Ao desenvolvimento da intuição, no sentido de perceber o ataque do adversário antes mesmo do início do seu movimento e da capacidade de analisar o adversário, para prevenir-se contra surpresas;

• À formação de hábitos de saúde, como o uso da meditação zen e a respiração com o diafragma.

 

SHU-GYO - COMO BUSCAR, ATRAVÉS DA PRÁTICA, O APRIMORAMENTO

O karatê colabora para a formação integral do homem, atuando principalmente sobre a formação da personalidade. Sua prática correta desenvolve: agilidade, percepção, raciocínio rápido e correto, boa postura, concentração, responsabilidade, disciplina, liderança, força de vontade, determinação, respeito mútuo, socialização, prevenção e manutenção da saúde, estabilidade emocional, independência, autoconfiança, resistência, espiritualidade, etc.

Não pode, portanto ser visto como esporte ou uma brincadeira de chutes e socos. Essa visão distorcida do karatê só colabora para a elevação do índice de acidentes. Sua prática correta exige uma visão mais ampla do ser humano em todas as suas dimensões, para fundamentar um método capaz de colaborar com o desenvolvimento total e harmonioso delas.

 

PRINCIPAIS MODALIDADES DO KARATÊ-DÔ

KATA: Luta imaginária contra vários adversários ao mesmo tempo começando e finalizando no mesmo local. Observa-se, principalmente, agilidade, força, postura e concentração.

KIRON: É o treinamento básico dos praticantes de Karatê, onde aprende-se os movimentos de ataque e defesa usados principalmente para que os praticantes adquiram agilidade, força e condicionamento físico.

ENBU: Seqüência coreografada de dois atletas (homem x homem e homem x mulher) que demonstram ataques e defesas dentro da área de competição apresentando aplicações diversas e observando as técnicas ? no kata e no kumitê.

KUMITÊ: Apresentação na qual os participantes se confrontam tentando demonstrar agilidade, força, melhores tempos de ataque e contra-ataque e noção de distância. O principal objetivo é a prova de conhecimentos.

FUKUGO: Apresentação na qual os participantes se confrontam de forma intercalada de kata (sendo comparados e com vitória destinada ao melhor) e kumitê, onde a última competição deve ser obrigatoriamente kumitê.

 

QUALIDADES ESSENCIAIS A UM PRATICANTE DE KARATÊ

O Karatê não ensina somente a vitória ou derrota em competições mas, através dos esforços e das experiências físicas e mentais, obter o real brilho do ser humano. O essencial é possuir sentimentos, seriedade, dedicação incessante ao treinamento físico e mental.

O Karatê tem como objetivo não só a técnica, mas também nos ensina a tirar o máximo proveito da nossa força interna.Assim nas competições não existem classificados por pesos. O atleta cujo físico é pequeno, poderá vencer o grande. A essência do karatê é desenvolver o máximo de sua potencialidade e aquele que o conseguir será o vitorioso.

Existe atualmente uma tendência nos esportes onde predominam as forças brutas, a busca imediata de vitórias promocionais, menosprezando – se cada vez mais a técnica e principalmente, a formação espiritual, grau ou caráter do individuo.

 

OS BENEFÍCIOS DA PRÁTICA CORRETA

Muitos são os benefícios que se podem auferir da pratica correta do karatê e aqui passamos a enumerar alguns deles.

• Manutenção da saúde e fortalecimento físico;

• Estimulo a coragem para enfrentar obstáculos;

• Respeito aos outros, bons costumes em relação ao meio ambiente, equilíbrio, boa postura e respiração correta, que são estimulados pelos rituais tradicionais;

• Incentivo ao aperfeiçoamento pessoal no sentido de tentar vencer os próprios limites, como os do medo, da desconfiança, da preguiça, da indecisão, etc.;

• Empenho e dedicação, exigindo o máximo do corpo e da mente, treinando com paciência e perseverança até fazer destes objetivos um hábito;

• Controle emocional obtido na pratica de luta, que permite extravasar a agressividade e “purificar” os instintos;

• Estabilidade emocional;

 

TEMAS DE NÍVEL MENTAL

Kurai (grau de virtude)
É o nível de evolução do ser humano no sentido espiritual. Na arte marcial (budô), deve – se buscar e criar, ao longo do treino, as seguintes qualidades: confiança, grandeza de espírito, coragem, lucidez, otimismo, humildade e honra.
O treino na linha kurai visa a tornar o individuo eficiente em suas dimensões físicas e mental. O ser humano que atingiu um alto nível nesta linha é realmente eficiente em todos os sentidos.

Sutemi (desprendimento)
“A castanha que cai na água corrente só poderá flutuar quando se desprender do próprio fruto”.
Os sentimentos de receio, insegurança, dúvidas, prejudicam o desempenho dos golpes, não permitindo que eles sejam dados na forma e no momento corretos. É preciso esvaziar-se de todos esses sentimentos para conseguir aplicar a técnica com naturalidade e determinação. Convém, entretanto, estar atento para não agir com selvageria e acabar violando a verdadeira razão. A falsa coragem, que costumamos chamar de coragem selvagem, é o ímpeto criado pelos instintos e não constitui o verdadeiro estado de sutemi.

Heijo – Shin (naturalidade)
É normal, a todo ser humano sensível, ficar nervoso ao enfrentar uma situação anormal, mas quanto mais nervoso se fica, mais falhas se cometem; é comum até que o transtorno torne a pessoa incapaz de distinguir o certo do errado, falhando nas decisões que toma.
O karatê é uma modalidade de luta que solicita muito o trabalho do equilíbrio mental, pois o nervosismo prejudica o desempenho. Convém habituar – se a manter o espírito de serenidade e confiança. As naturais dificuldades para atingir esse estado devem ser encaradas como motivação para reiniciar o treinamento. Esse procedimento deve estar sempre presente.

Shi – Shin (aprisionamento) e Ho – Shin (liberdade mental)
A água corrente é mais limpa que a água parada, que apodrece. O mesmo acontece com o nosso cérebro: seu uso constante, adequadamente estimulado, nos permite mantê – lo sempre em condições ótimas de funcionamento.
Todas as técnicas e os golpes empregados devem fluir naturalmente da capacidde que o lutador tenha de mentalizar toda a situação e agir automaticamente, sem se deter na analise dos fatos nem das possíveis intenções do adversário. Tudo isso, visando à busca do estado de naturalidade (heijo-shin).

Munen (extremo vazio na intenção) e Mussô (extremo vazio no pensamento)
As artes marciais insistem num grande vazio como estado ideal para alcançar uma grande paz. Mesmo os samurais insistiam nesse extremo vazio como forma ideal de luta: esvaziar – se das ambições, das ansiedades pela vitória ou pela derrota, dos fantasmas do passado e do futuro e até mesmo das preocupações com a vida e com a morte. Quando se atingir o estado de vazio, brotará do interior uma nova energia, que se manifestará sob a forma de disposição, de criatividade e de intuição. Com isso, será possível enfrentar e solucionar os problemas da melhor forma.

Fudoshin (estado inabalável)
É importante, quando surge algum imprevisto na vida, manter o estado de fudoshin. Mesmo que as condições do momento estejam pouco favoráveis, sejam quais forem as circunstancias, é preciso conservar uma forte determinação de conduta. Nestas horas mais difíceis, é muito importante possuir algo que sustente a crença e a força interior. É imprescindível acreditar no alto controle, principalmente nos grandes momentos de tristeza e depressão ou nos momentos em que nada parece dar certo, sem cair em descontrole emocional.
Quando se está preparado, através da pratica correta do karatê, pode – se sentir o grande apoio que a arte marcial dá à personalidade, contribuindo para o desenvolvimento e atuando de forma positiva nos momentos de dificuldade.

Shin (mente), Ki (energia), Ryoku (corpo)
Shin é um estado maduro da percepção, do raciocínio e da intuição, no que diz respeito ao movimento ou à intenção do adversário.
Ki é a energia resultante do estado de determinação do shin, que pode ser representada pela força de vontade, pela disposição, pela intenção ou pele determinação.
Ryoku representa a força do corpo em conjunto com sua eficiência técnica. Todo treinamento deve visar à união entre os três elementos (mente, energia, corpo), pois só assim será possível alcançar um alto nível.
Um treinamento de karatê que vise somente à evolução física e técnica, desprezando a evolução espiritual, é distorcido e leva o individuo a agir de forma violenta, com conseqüências negativas para ele e para a sociedade.

 

OS 20 ENSINAMENTOS “FUNAKOSHI”

01- O KARATÊ INICIA-SE E TERMINA COM SAUDAÇÕES;
02- NO KARATÊ NÃO EXISTEM GOLPES DE AGRESSÃO;
03- O KARATÊ APOIA O CAMINHO DA RAZÃO;
04- CONHEÇA-SE A SI PRÓPRIO ANTES DE JULGAR OS OUTROS;
05- A PRINCÍPIO LAPIDAR O ESPÍRITO, DEPOIS A TÉCNICA;
06- EVITAR O DESCONTROLE DO EQUILÍBRIO MENTAL;
07- A FALTA SURGE COM A ACOMODAÇÃO MENTAL E FÍSICA;
08- O KARATÊ NÂO SE LIMITA APENAS A ACADEMIA;
09- A ESSÊNCIA DO KARATÊ SE DESCOBRE NO DECORRER DA VIDA;
10- DARÁ FRUTOS QUANDO ASSOCIADO À VIDA COTIDIANA;
11- O KARATÊ É IGUAL A ÁGUA QUENTE: SE NÃO RECEBER O CALOR CONSTANTEMENTE, ELA ESFRIA;
12- NÃO PENSE EM VENCER, MAS NÃO PENSE EM DERROTA;
13- MUDE SUA POSIÇÃO CONFORME O TIPO DO ADVERSÁRIO;
14- A LUTA DEPENDE DO MANEJO DA TEORIA DE IN (NEGATIVO) E YOU (POSITIVO);
15- IMAGINE QUE SEUS MEMBROS SÃO ESPADAS;
16- PARA O HOMEM QUE SAI DO PORTÃO, EXISTEM MILHÕES DE ADVERSÁRIOS;
17- NO PRINCÍPIO, SEUS MOVIMENTOS SÃO ARTIFICIAIS, MAS COM A EVOLUÇÃO, TORNAM-SE NATURAIS;
18- A PRÁTICA DE FUNDAMENTOS DEVE SER CORRETA, ENQUANTO, EM USO TORNA-SE DIFERENTE;
19- DOMÍNIO DO SEU CORPO NA COORDENAÇÃO, NA FORÇA, NA VELOCIDADE E ELASTICIDADE;
20- ESTUDAR, CRIAR E APERFEIÇOAR-SE CONSTANTEMENTE.

 

CÓDIGO DE ÉTICA DO KARATÊ

1º) A disciplina, o respeito ao próximo e a cortesia que são os fundamentos do Budô, devem acompanhar os cultores de KARATÊ em todos os seus movimentos. Na academia, nas atividades profissionais e no seu lar.

2º) A vaidade e o capricho devem ser evitados assim como devem ser cativados a faculdade de ouvir críticas construtivas e as de seguir os bons conselhos.

3º) A humildade, a modéstia e a auto crítica devem ser constantes na conduta diária dos cultores de KARATÊ, a arrogância e o exibicionismo são próprios dos pobres de espírito.

 

LEMAS DO KARATÊ



HITOTSU JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURU KOTO

(SEMPRE - ESFORÇAR-SE PARA A FORMAÇÃO DO CARÁTER)

HITOTSU MAKOTO NO MICHI O MAMORU KOTO
(SEMPRE - FIDELIDADE AO VERDADEIRO CAMINHO DA RAZÃO)

HITOTSU DORYOKU NO SEISHIN O YASHINAU KOTO
(SEMPRE - CRIAR O INTUITO DO ESFORÇO)

HITOTSU REIGI O OMONZURU KOTO
(SEMPRE - RESPEITAR ACIMA DE TUDO)

HITOTSU KEKKI NO YU O IMASHIMURU KOTO
(SEMPRE - CONTER O ESPÍRITO DE AGRESSÃO)

 


  FEDERAÇÃO DE KARATÊ-DÔ TRADICIONAL DA BAHIA - F.K.T.B.
Pça. Castro Alves, s/n - Ed. Palácio dos Esportes - Térreo - Sala 2 - Salvador/BA - Cep.40.020-160
Tel. 71 3322.2155 / Fax. 71 3321.5768